Com relação à administração municipal de Itapagipe, você acha que as ações da oposição:
Ajudam
Atrapalham
Não faz diferença





falecom@openhaus.com.br



12/Fev/2014 - 01:07
‘G3’ oficia prefeito reiterando compromissos não cumpridos

Cassiano Ricardo

 

Um ofício assinado pelos vereadores Julia Aleixa (PRB), Cráides Andrade (PSC) e Juliano Silva (PRB) foi encaminhado ao prefeito Dirlei Barbosa cobra o cumprimento de promessas feitas pelo Executivo e não cumpridos no seu primeiro ano de mandato.

 

Entre as ações reiteradas no ofício estão o Plano de Carreira dos professores e o transporte gratuito para os universitários. “Se for preciso de ajuda do Governo Federal, vamos atrás, vamos conseguir”, disse ela, referindo-se ao transporte dos universitários.

 

Além desses compromissos, o documento cobra também o cumprimento de pedidos feitos no ano passado, como o aumento salarial e a implantação de plano de saúde para os servidores públicos municipais.

 

“O salário dos nossos servidores é uma vergonha; temos que arrumar um jeito para melhorar isso”, disse Julia na tribuna da Câmara na reunião do dia 4/02. “E os servidores de Itapagipe ainda são uns dos poucos que não tem plano de saúde”, completou.

 

No ofício, Cráides, Julia e Juliano cobram ainda a realização de um concurso público.

 

Lixo

Na Tribuna, a vereadora Júlia abordou ainda o grande número de reclamações que surgiram depois que o serviço de varrição e coleta de lixo da cidade foi “terceirizado”, ficando agora sob a responsabilidade da empresa “Quebec”.

 

“Está todo mundo reclamando que a coleta não está sendo feita todos os dias [como era antes]. Nós vamos fiscalizar. Se continuar bagunçado igual começou, nós vamos tomar providências, vamos chamar até a imprensa se for preciso”, avisou.

 

Agradecimento

A vereadora, porém, não só cobrou. Julia aproveitou sua fala para agradecer a contratação de um profissional para auxiliar alunos deficientes nas escolas municipais. Essa era uma antiga indicação dela.

 

“Não sei se contratou porque o pai ameaçou ir ao promotor [de justiça], mas aos poucos estamos sendo atendidos”, comentou.