Com relação à administração municipal de Itapagipe, você acha que as ações da oposição:
Ajudam
Atrapalham
Não faz diferença





falecom@openhaus.com.br



10/Fev/2014 - 01:10
Juliano relembra problema com pombos na rodoviária e cachorros nas ruas

Cassiano Ricardo

 

Está cada vez mais difícil não reclamar da falta de ação do governo municipal de Itapagipe, que entra agora no seu segundo ano. Até vereadores do partido do prefeito Dirlei Barbosa (PSDB) parecem ter esgotado os argumentos de que “vai melhorar” e passaram também a tecer críticas à administração do colega tucano. Na última reunião da Câmara, dia 04/02, uma vereadora aliada reclamou duramente do “serviço macaiado” que tem visto pela cidade. “Ou faz o serviço direito ou não faz”, impacientou-se.

 

Também para reclamar de problemas antigos da cidade - que não receberam qualquer atenção do prefeito -, o vereador Juliano Silva (PRB) usou a tribuna na mesma reunião. “Diante de tantos relatos de problemas e reclamações [que já ouvimos hoje nesta reunião], quero destacar outros dois, que inclusive  já foram alvos de indicações: os pombos na rodoviária e os cachorros abandonados nas ruas”.

 

“Os pombos, além de problema de saúde pública, porque transmite doenças, causa péssima impressão aos viajantes que chegam em nossa cidade ou que passam pela nossa rodoviária”, lamentou Juliano.

 

“Sabemos que esse problema tem solução e que em outras cidades da região ele foi resolvido”, ressaltou.

 

“Já sobre os cachorros, também é um problema antigo. Eles mordem as pessoas nas ruas, correm atrás dos ciclistas, causam acidentes de moto” relatou.

 

“É coisa para a Câmara reunir com o prefeito e discutir a solução desses problemas e cobrar a sua execução”, convocou os colegas.

 

Craidinho

O vereador Cráides Andrade (PSC), concordou com as críticas da colega de Câmara tucana. “Realmente a gente ouve muitas reclamações”. Sobre os problemas relatados por Juliano, Craidinho sugeriu a castração dos cachorros machos abandonados e uma campanha de conscientização para o não abandono dos animais. “Isso, além de judiar dos animais, muitos até morrem, pode provocar doenças”.